Faça o seu comentário

Este post não permite comentários

Comentários

avatar
Tyr em 02 de março de 2011 às 17:24:21»
Só porque vc tocou nesse assunto, fui dar uma vasculhada em um material que achei que fosse balela. Assim que terminar de traduzir eu te envio.

Animador!

Abraços Eloy!
avatar
Evandro Eloy em 02 de março de 2011 às 13:25:07»
Muitas vezes, o ajuda mais... quem não atrapalha...

Mas, se estas mensagens chegassem a todos, de alguma forma... teríamos menos preconceito, menos sustos, menos...
Loira inteligente em 02 de março de 2011 às 13:02:28»
Evandro,

Esse post merece a primeira página.
Convivi muito tempo com uma garota que tinha crises como o primeiro garoto. Era da minha sala. Durante a aula ela tinha ataques e ficávamos aflitos. Durava pouco, mas o cuidado que mais tínhamos era mante-la de lado para que a lingua não obstruisse o ar. Era uma garota linda. Preconceito? Havia, mas nós da turma, não tínhamos. Tia Maria, lembra? Já escrevi sobre ela, tinha crises muito frequente. Bastava ficar nervosa ou ansiosa.
Creio que saber o que fazer e mais importante o que não fazer, é o bastante.
Um abraço
Silvia Pertusi em 02 de março de 2011 às 10:58:34»
ESPERO QUE TODOS SE CONSCIENTIZEM DO QUANTO É IMPORTANTE CADA UM FAZER A SUA PARTE, PARABENS PELA INICIATIVA...
ABRAÇOS A VOCE E PARA SUAS LINDAS MENINAS.
SÍLVIA PERTUSI
avatar
Alucard em 01 de março de 2011 às 12:20:24»
Evandro Eloy, que post mais suplantador! Relevância irrefutável!

Compadeço de sua aflição... Talvez eu imagine o que passas, pois também albergo determinada aflição (sinto-me melhor ao não revelar...).

Dou destaque à mensagem final: "discriminação pode ser uma barreira para o conhecimento".

Parabéns por ter se tornado quem és (admiro-te)... clap

Abraços cordiais!
avatar
Tyr em 01 de março de 2011 às 10:41:01»
É amigo, com a vida a gente aprende que isso são mazelas. E se voce não estiver preparado pra ajudar, o melhor que faz é chamar ajuda. Tenho sim que admitir que ja ajudei um rapaz que tinha esse problema e que teve consecutivamente 3 ataques, num intervalo de 2 horas cada. Tomava 4 medicamentos tarja preta fortissimos.

Só posso dizer que tem de tomar os cuidados que voce mesmo descreveu numa conversa nossa. Nada de dirigir motocicletas e evitar dirigir carros. Nunca se sabe. Quanto a reação das pessoas, como voce mesmo disse, elas podem até saber que 'não pega' mas é inevitável ter uma reação assim!

Sou solidário com isso. Alguem que me é muito importante tem esse problema. Trata com todo cuidado, mas infelizmente é inevitável.

Abraços.