Faça o seu comentário

Este post não permite comentários

Comentários

avatar
Joanir em 11 de maio de 2013 às 22:17:39»
Sim, geralmente quando começo uma estória, nunca sei como vai ser o final. Por isso que geralmente elas ficam confusas. No começo, esta trama estava bem romântica, eu nunca imaginei que o carinha iria ser salvo de um naufrágio pelos tripulantes do Titanic biggrin
Só fico imaginando se a noiva dele esperou ele voltar, ou com o tempo, se casou com outro.
Falando nisso, tem um caso, que aconteceu no México, de uma mulher que ia todos os domingos ao ponto de San Blás, vestida de noiva, esperar seu noivo que um dia partiu e nunca mais voltou. Ela já morreu, mas a prefeitura da cidade fez uma estátua em homenagem a ela e o grupo musical Maná fez uma música para ela chamada "Em el muelle de San Blás".
avatar
Joanir em 11 de maio de 2013 às 14:52:49»
Iza, me senti do mesmo jeito quando escrevi esta estória: da alegria à tristeza biggrin sad