Faça o seu comentário

Este post não permite comentários

Comentários

avatar
Moonwalker em 25 de janeiro de 2010 às 11:30:55»
Queridos,

Se este post virar foco de propagação de mentiras, racismo, preconceito, perseguição ou afins, serei obrigado a moderá-lo. Vamos pegar leve, por favor e nos concentrar no que a história mostra, não apenas em nossa opinião baseada em valores pessoais. wink
Nenhum tipo de perseguição é correta, mesmo que alguns considerem merecida.
Eikinkloster em 25 de janeiro de 2010 às 10:47:59»
"Porque sera que os Judeus sempre foram perseguidos durante toda
a história?"

Fácil: Não foram.
Nunca foram perseguidos na Índia, por ex... Apesar de terem tido uma longa e significativa presença por lá.

A perseguição ocorreu em 2 contextos básicos: Sob impérios como o babilônio e o romano, que perseguiam *todos* os povos que dominavam, e sob civilizações construídas sob derivativos do judaismo: a Cristandade e o Islâ, que assimilavam à força todas as outras religiões ditas pagâs, mas tinham uma tolerância ambígua com relação ao judaismo.

Só esse segundo contexto foi específico em relação aos judeus, evidentemente.
Socrates em 12 de dezembro de 2009 às 14:56:33»
Porque sera que os Judeus sempre foram perseguidos durante toda
a história?
Há vinte e sete anos atras entendi o pq., O massacre de Sabra e
Chatila, mulheres e crianças covardementes assasinados, depois
que os homens palestinos foram expulsos desses campos de refugiados.
Não conheço nenhum judeu Chines ou muito menos Indonésio, mas sei
que existe uma grande população de Mulçumanos no mundo inteiro.
O que era um conflito Arabe/Israelense, se tornou uma coisa muito
maior. Onze de setembro foi o primeiro sinal que a balança esta come-
çando a mudar, a retirada dos americanos do Iraque para reforçar
o controle no Afeganistão (Pois é uma questão de tempo, terão que
lutar sozinhos e o pior, perderão), mostra o tamanho da encrenca.
Não gostaria de ver meu Brasil envolto em um conflito que não é
nosso, e esta certo nosso Presidente, não vamos comprar briga de
Judeus e muito menos de seus padrinhos (EUA), pois é uma questão
de tempo, que paises de maioria mulçumana serão potencias (Se EUA,
Israel, França etc, podem ter Bomba Atomica todos os paises podem
ter).
Acho mais facil mudar geograficamente Israel para um estado ameri-
cano, do que o preço que Israel tera que arcar, pois quando o bicho
realmente pegar, teremos paises como China, Russia, e até alguns
aliados dos Eua, que vão eleger como prioridade os seus próprios interes
-ses, e felizmente é uma questão de tempo, os EUA serão apenas mais
um pais qualquer.
José Antonio em 02 de julho de 2009 às 16:40:01»
Vcs. não tem vergonha de contar tantas mentiras? Os palestinos nunca foram donos de terra nenhuma. Israel tomou Gaza dos egipcios e Cisjordânia dos Jordanianos. Porque os palestinos nunca falaram para seus irmãozinhos árabes ex donos da terra, que queriam um país? Parem de defender bandidos e terroristas. O povo palestino é que sofre com os seus lideres ladrões e com quem não sabe nada da história e quer escrever em sites e blogs. Vá aprender a história e não inventa-la como quer. É ilusão achar que Israel vá ceder terra por paz. Já fez isso e recebeu foguetes.
avatar
Cassio em 14 de fevereiro de 2009 às 19:31:15»
Edimar ou você está mentindo deliberadamente para fazer a maldita campanha pró sionismo ou é somente mais um imbecil que não sabe o que fala.

Mentira, Israel não tem tem lutado por aquelas terras desde a antiguidade, somente depois que Hitler os varreu da europa e logo depois os russos.

O estado de Israel nasceu de uma campanha terrorista. O terrorismo indiscriminado da forma como conhecemos hoje foi inventado por grupos sionistas judeus e não por árabes.

A fundação do Estado de Israel foi precedida por uma tremenda campanha terrorista executada por diversas organizações, entre cujos membros se encontravam pessoas que se converteram com o tempo em destacadas e respeitadas personalidades da política israelense. E tudo isso nas vésperas da Segunda Guerra Mundial.

O terrorismo indiscriminado moderno começou com uma campanha dos grupos sionistas judeus na Palestina contra a população árabe numa tentativa de aterrorizar a todos aqueles que se opusessem à criação de um Estado judeu na região.

Os primeiros atentados contra a população árabe aconteceram no final dos anos 30. Em 16 de julho um judeu plantou duas bombas em latões de leite dentro de um mercado cheio de gente em Haifa, o resultado, 21 mortos e 52 feridos.

O Irgun, uma das organizações judias inauguraram uma nova era, a do terrorismo desenfreado. Uma semana mais tarde, outro mercado da Cidade Velha de Jerusalém, foi vítima de uma mina. A explosão aconteceu no momento exato que os fiéis saiam da mesquita e assim seguiram se bombas e mais bombas.

Desde então até o ano de 1948, o Irgun, o Haganna e mais tarde o Stern causaram o maior terror na região com matanças indiscriminadas, guerra psicológica e violação de jovens árabes segundo o propósito de, admirem-se, limpar a "terra prometida" dos "impuros" (isso lembra alguma coisa?).

O pior destes atos ocorreu na aldeia de Deir Yassin, onde famílias inteiras morreram sepultadas dentro de suas casas dinamitadas. Os que saiam eram abatidos e algumas poucas mulheres, crianças e velhos sobreviventes foram levados para á área judia em Jerusalém para serem exibidos.

Um mês após Deir Yassin, fundavam o Estado de Israel. Os terroristas das organizações judias mais extremistas, que participaram em alguns dos atentados mais brutais de seu tempo, chegaram aos cargos mais altos da política e desde seus postos continuaram executando as mesmas estratégias de terror na Palestina e no vizinho Líbano.

Está mais que na hora deste judeus sossegarem o rabo antes que sofram as consequências. Veja só o caso daqueles que estão sendo expulsos da patagônia argentina e chilena. Este sentimento de nojo e ira está se espalhando.

Acreditar em apocalipse... povo escolhido... (tsc tsc tsc) não dá nem dó.
edimar_cs em 14 de fevereiro de 2009 às 18:19:48»
Vou por partes....1. Hamas, Hezbollah, Al Qaeda, FARC, IRA, etc, é tudo terrorista. Agem em nome de seu povo, mas tudo o que fazem é causar mais sofrimentos ao seu povo. 2. Acusam Israel de ladrão de terras. Vejam bem. Desde a Antigüidade Israel tem lutado por aquelas terras. Desde aquele tempo israelenses tem morrido. Cada um luta pelo que considera correta. A justiça nunca é igual para 2 povos diferentes. Em 1947, a ONU, com pena dos judeus, pelo que sofreram na SGM, decidiu criar um Estado Judeu na Região da Palestina. Ótimo, os judeus, presentes em bom número na área, aceitaram numa boa, mas os palestinos não. E o que aconteceu? Guerra. Forçados a lutar, os judeus não só venceram a guerra com0o ocuparam novos territórios. A partir de então, é sempre a mesma coisa. Os árabes querendo a terra de volta e Israel disposto a conversar. Mas os árabes querem conversar. Insistem em se explodir para ir pro céu com suas 70 virgens. Israel nunca invadiu, desde 1947 o territórios dos vizinhos. Ele foi forçado pelos seus inimigos a ocupar terras e manter a segurança dos israelenses. Se a Síria, Egito e Jordânia não tivessem atacados Israel, não teriam sido humilhados, não teriam perdido terras e hoje os palestinos já estariam disputando a Copa do Mundo de Futebol. 3. O cara ali de baixo disse pra Israel não mexer com o Irã porque o Irã é FORTE. kkkkkkkkkkkk. Meus amigos, o exército israelense deve ser temido por todos, principalmente os que moram perto de Israel. Pode juntar Jordânia, Arábia Saudita, Emirados Árabes, Líbano, Síria, Iraque, Irã, Líbia, Marrocos, Argélia e até a Turquia, que mesmo assim Israel vence a batalha. Israel é um exército muito bem armado e muito bem treinado. E além disso, foi treinado para lutar em desvantagem numérica e em território hostil....Israel não é fogo de palha. O Irã só existe hoje porque os EUA impediram Israel de jogar bombas atômicas naquele paiseco na década de 80, quando o Mossad, serviço secreto israelenses, descobriu que o Irã tinha mísseis SCUDS apontados para Israel e que vinha tentando construir bombas atômicas. Em todos os casos, Israel não será derrotado nunca!!!!! Leiam o Apocalipse. Onde fala que Israel será derrotado? Em nenhum local. Ali diz que será feita uma coligação internacional para derrotar Israel, e quando os israelenses estão em Jerusalém, quase derrotados, o Messias chega e derrota TODOS os inimigos de Israel, e a partir daí, começa a ETERNIDADE!!!!
avatar
Gawain em 14 de janeiro de 2009 às 17:13:15»
surprised Paulo, acho o sofrimento do povo palestino (me refiro ao povo em si!) lamentável, desnecessário e cruel, tanto quanto compreendo as atitudes de Israel.
Não aprovo esta guerra e nem qualquer ato de guerra israelense, tanto quanto não aprovo qualquer ato de violência por parte de um militante armado palestino.
Mas, você se engana, conheço e estive em boa parte da palestina, como Elbereth sou da cidade morena, lugar onde há muitos palestinos radicados, libaneses, armênios etc.
Claro estive aí em três períodos distintos da vida, e nunca sob condições de guerra. Mas me lembro que anos atrás haviam mais palestinos convivendo pacificamente em território judeu, trabalhando e estudando...
Não discutimos aqui o sofrimento diário maior ou menor de cada povo, ou ressentimentos travestidos em ódio que culminaram em combates de guerra. O dia a dia de cada um dos lados envolvidos reveste-se de justificativas altamente intensas que podem justificar os mais lamentáveis atos de guerra.
Vejo agora neste instante fotos de crianças e adultos mortos por bombas israelenses, e sofro por vocês, tanto quanto sofri quando vi os resultados dos atentados feitos por homens-bombas e foguetes lançados em areas civis israelenses.
Como eu disse antes, é preciso que cada povo seja mais tolerante um com o outro, e definitivamente será preciso esquecer mágoas, mesmo as mais dolorosas e um dia qualquer virar as costas aos políticos mentirosos e marchar rumo a paz!!
Inspirem-se no exemplo de Ghandi, optem por atitudes pacificas e não-violentas!
Cumpram acordos, reneguem atos radicais e o radicalismo s destas organizações politico-militares que em 50 anos não avançaram um só passo em direção a paz. biggrin
avatar
Elbereth em 14 de janeiro de 2009 às 10:43:00»
Velho, Tolkien é o cara que escreveu O Senhor dos Anéis. O filme você deve conhecer, no mínimo...

Elbereth é uma deusa desse mundo aí, senhora das estrelas.

Ah, o seu localizador é melhor que o meu mesmo. Foi mal
avatar
velho em 13 de janeiro de 2009 às 21:13:58»
Me desculpe o equívoco Elbereth. Mas eu não sei nem o que é Tolkien, é de comer? wink
Já em relação ao IPGeo poderia afrimar que você está na Cidade Morena.
Grande abraço linda.
avatar
Elbereth em 13 de janeiro de 2009 às 20:53:16»
Velho, sou mulher. Elbereth é o nome de uma personagem de Tolkien.

O localizador que eu usei deu em uma cidade de São Paulo, um dos dois deve estar com problema =D

Concordo que Israel age como "playboy sem respeito e educação", e que não tá certo. Mas acho impossível que deixe de existir, portanto acho que qualquer ação terrorista do Hamas, qualquer coisa que tente coagir por força e medo Israel de modo que eles saiam dali ineficiente, romântica, inútil. Considero igualmente errado os mísseis palestinos, saindo muitas vezes de casas e escolas civis (usar civis como escudo é, ao parecer da comunidade internacional, tão errado quanto matar civis), quanto a ofensiva palestina, sem freio ou considerações humanitárias aos habitantes da Faixa de Gaza.
avatar
velho em 13 de janeiro de 2009 às 20:33:24»
Este assunto vem me causando tanta raiva que não gosto nem de pensar nele que já fico com nojo frente a apatia das grandes nações. Eu não gosto nem de falar no assunto para não me estressar, mas depois deste comentário do amigo Gawain resolvi opinar.
- O hamás foi eleito pelo povo palestino, os judeus não tem direito de questionar essa liderança e pronto, simples assim.
- Ao considerá-los terroristas se colocam na mesma panelinha: terroristas imundos se escondendo atrás de uma pele de cordeiro que já não mais lhe serve.
- Os invasores são os judeus, as terras são dos palestinos. O início da convivência pacífica só se deu por pura passividade dos palestinos e acabou exatamente quando o exército começou a expulsá-los... sem mais.
- O povo palestino já teria sido eliminado pelos israelenses se os árabes não tivessem assumido a sua causa.
- O estado de israel se comporta hoje como um plaboy sem respeito e educação que age a margem da lei por causa do papaizinho rico, mas a história não será sempre assim e a história há de cobrar o seu preço.
Aos judeus do mundo que defendem a causa dos judeus israelenses, principalmente os irmãos brasileiros, fica aqui o questionamento de que como conseguem ver este genocídio como normal enquanto vivem numa terra abençoada que nunca lhes negou dignidade. Dignidade esta que os israelenses negam ao povo que lhes deu guarida.

Caro Elbereth, o IP do Paulo neste momento aponta para a cidade de Ramallah, acho que não existe nenhuma cidade no "Brasil" com este nome. Se quiser comprovar é só usar o utilitário "Descubra seu IP" no menu de Links úteis.

Grande abraço.
avatar
Elbereth em 13 de janeiro de 2009 às 19:01:08»
Assim... meio que acho que o Gawain exagerou, tanto quanto o Cassio. Mas Paulo, seu IP é brasileiro e, de quebra, você me escreve Brazil com Z, pra parecer estrangeiro?
Paulo em 13 de janeiro de 2009 às 13:34:07»
Gawain, antes que continue a falar o que nao conhece te convido a vir passar uma temporada por aqui. Em Hebron temos negada nossa condicao mais basica de ser humano, de colocar em pratica atividades basicas da rotina diaria. Nao tenho certeza nem mesmo se este comentario vai chegar ate o MDIG. Vivemos em ambiente sem lei tendo que se adaptar a cada dia as vontades deste povo.
Sempre fui pela paz enquanto morava neste pais maravilhoso que e o meu Brazil, hoje ja nao tenho mais tanta certeza.
Portanto antes de vomitar suas mentiras e sua arrogancia pense nas atrocidades que judeus vem fazendo.
Obrigado pelo espaco e abraco a todos e ao meus grandes amigos dai.
marcinha em 13 de janeiro de 2009 às 12:16:50»
gawain tenho dó de seus alunos, se é que vc tem algum. nunca vi alguem falar tanta besteira e ainda procurar justificativas para um povo bandido que tomou o território palestino à força.
avatar
Gawain em 13 de janeiro de 2009 às 11:01:03»
ma Questionamentos que cito aqui:
# Hamas tomou o poder pela força! - Uma organização política e militar não participa de um processo eleitoral sem usar sua milicia para amedrontar eleitores?
- O que foram aqueles combates entre o Hamas e os membros da Fatah que assistimos pela televisão?
- Se eles botaram a milicia do Al Fatah (enfraquecida pela morte do seu líder- Yasser Arafat) que andam armados até os dentes, prá correr, o que será que eles fazem ao povo?
#Então quer dizer que lançar foguetes contra alvos civis indiscriminadamente no lado israelense, tudo bem! Quando Israel revida é assassinato!
Palestinos costumeiramente costumam usar habitações civis para estocar armamentos e fazer lançamentos de foguetes, sem se importar com a segurança dos seus próprios civis. Sem se importar se o local vir a ser classificado com alvo militar. A inteligência israelense chegava a telefonar antes de bombardear uma residencia que estivesse sendo usada para este fim, o que fizeram os palestinos guerreiros? Proibiram os habitantes de terem telefone fixo! Mesmo assim sempre há prévio lançamento de panfletos antes dos bombardeios acontecerem!.
#O hamas é ou não é um grupo terrorista é pura semântica!
O fato é que o dinheiro doado por países árabes simpáticos a causa e mesmo o destinado a alimentos é desviado para fortalecer as facções paramilitares, e fica mais forte quem controla a grana, daí a razão principal para as brigas internas.
#Convivência pacífica - A verdade é que isto sempre foi uma iniciativa judaica, dividiram sempre toda a tecnologia pioneira de agricultura e produção de água potável com os povos palestinos já lá residentes, o exército nunca tomou inicialmente nada á força! As sucessivas guerras que Israel ganhou, implicaram em ganhos territoriais, e foram mantidos todos os habitantes não-judeus que quiseram ficar, muitos ainda hoje trabalham para israelenses morando ou não do lado Judeu.
Houve expulsões sim! Mas, foram estritamente seletivas, e foi ofertado uma permuta, recusado pelos expulsos.
Israel devolveu alguns territórios, já dotados de infra-estrutura razoável, habitações intactas, inclusive mobiliadas em sua grande maioria, com geradores de água potável e terras recuperadas para agricultura(kibbutz).
O que fizeram os palestinos quando receberam os territórios devolvidos? Destruiram tudo inclusive as estações de produção de água potável!
Os prédios de apartamentos foram demolidos todos!
Nem as modernas intalações elétricas foram poupadas!
(energia solar)
Entendem ? ma
avatar
Gawain em 13 de janeiro de 2009 às 10:28:56»
ma É o seguinte pessoal:
- Confesso sou um historiador e leciona história há muito tempo.
Descontando o lado passional que envolve as guerras, devemos nos lembrar que quando a Argentina guerreou contra a Inglaterra em 1982 pelas ilhas Malvinas, até mesmo os mais ferrenhos opositores da ditadura sangrenta de Galtieri o apoiaram na sua loucura.
No Caso Palestinos x Israelenses não é diferente.
O Sujeito autor do artigo acima referenciado, cita as mentiras que israel quer tornar verdades, mas quem mente é ele!
Não aprovo nem um pouco o que Israel está fazendo. Mas compreendo o motivo que os levou a fazer.
Palestinos e Israelenses tem que seguir o exemplo da África do Sul! Será preciso tornarem-se um só povo! conviverem com suas diferenças religiosas e etnicas lado a lado literalmente falando.
Tanto judeus ortodoxos como Palestinos muçulmanos terão que ser mais tolerantes com os costumes sociais e religiosos dos outros.
Históricamente falando a Palestina foi um designativo de região, e não de um povo. Aquele território sempre foi carente de recursos naturais só tem valor histórico e estratégico, nem água tem lá.
avatar
Elbereth em 12 de janeiro de 2009 às 21:52:13»
Não digo que Israelenses são santos, nem que concordo com o modo como a situação está sendo lidada. Só que isso não me permite dizer que é mentira que Israel esteja se defendendo da ofensiva palestina. Eles estão se defendendo, apesar de estarem usando muito mais força do que o necessário e sem tomar o devido cuidado quanto a civis.
Se os palestinos não aceitassem de modo algum a decisão da ONU de dar a área pra Israel, então não haveria um representante do povo palestino na própria ONU. Eu acho que foi uma merda o que foi feito, mas se acabarem conseguindo as terras de volta, acha mesmo que israelenses vão falar "ah ok eles ganharam"? O melhor é deixar como está, passar terras de modo progressivo e diplomático. A guerra não vai funcionar, simplesmente.
Por isso sou contra o Hamás nesse extremismo, tanto quanto sou contra essa ofensiva israelense. Agora ficar nesse radicalismo de "a mídia só fala mentira" é demais, né não?
avatar
Lombradinho em 12 de janeiro de 2009 às 10:20:23»
Tenho até pena se a Liga Árabe se unir contra esses putos lambe botas dos americanos.
Ontem eu ví na TV, que os bonitinhos de Israel foram atras do Bush para arrumar armas prá destruir um suposto arsenal nuclear do Irã.
Vai bixin mexer com o Irã que cê se fode do primeiro ao quinto!
Pior é que eles tem várias armas nucleares também e um dos exércitos mais bem armados e preparados do mundo.
O mundo pode se espernear que eles na sua política de limpeza étnica do povo palestino num tão nem vendo.
sha
avatar
Cassio em 11 de janeiro de 2009 às 13:46:32»
Elbereth, analogamente ao seu raciocínio poderíamos dizer que Israel também é uma facção terrorista, e das piores. Afinal vem colocando terror no povo palestino desde 1949. Certo?
Lógico que os Qassam não são brinquedo de criança e podem matar israelenses, mas se assim não fosse e se, por acaso, o partido eleito em 2006 fosse o Fatah e não o Hamás, certamente os israelenses já teriam jogado os palestinos no mar Mediterrâneo.
De forma errada ou não o Hamás levou os olhos do mundo para o seu problema e arrebatou anti-sionistas do mundo todo.
[]s
avatar
Elbereth em 10 de janeiro de 2009 às 22:59:14»
Tem mentiras nesse tópico. Não vou discutir isso aqui, mas eu tanto concordo que Israel esteja mentindo coisas nessa história quanto que o Hamás É SIM um grupo terrorista que não se mostrou preocupado em resguardar civis israelenses em momento algum da sua história.
avatar
Lombradinho em 10 de janeiro de 2009 às 13:56:12»
Está escrito no Apocalipse que só sobreviverão no Fim do Mundo 144000 judeus ou seja, 12 mil de cada 12000 de cada família sua: Dan, Nafatali, Gad, Asser, Zabulom eita... são filhos demais do velho Jacó que é o mesmo Israel, irmão do Esaú que é o povo palestino de hoje odeia judeus quanto judeus odeiam eles desde que nascem.
Tamos fudidoooooo! ma evil twisted twisted
avatar
Tiago nox em 09 de janeiro de 2009 às 23:08:30»
post incrivel
esta de parabens
avatar
Cassio em 08 de janeiro de 2009 às 18:59:25»
A verdade dói né Zenildo? Ela afinal mostra quem é o verdadeiro matador de criancinha, quem é o radical ladino desta história.

Quer dizer que deus todo poderoso deu a terra pros israelenses? Eu pensei que tivesse sido papai noel. mrgreen

Afinal matar palestinos em nome de deus não é fundamentalismo, não é mesmo.

Você não me conhece e ao contrário do que afirma, conheço bastante da história. Por isso da próxima vez que for opinar discuta a minha opinião e não a minha capacidade. Isto é para fracos.

Abraços
Zenildo José Ferreira em 08 de janeiro de 2009 às 17:45:43»
Cara, você não conhece de história, provalvelmente você é um radical, pois a Palestina sempre foi de Israel, foi um presente de Deus a Abraão que jurou que lhe daria a terra de Canãa por posse eterna. Outra coisa você não conhece o radicalismo de certas seitas do Islamismo e fala do que não sabe,você precisa estudar mais e investigar a origem do Islã e de suas ramificações. Você sabia que os Judeus e Árabes possuem a mesma origem - Abraão - são filhos de um mesmo pai? Não concordo com a violência, mas defendo Israel e sei que ele está defendendo o seu território e seu povo.
Você antes de falar deveria analisar melhor o que fala e verificar a fonte de suas informações.
avatar
Lombradinho em 08 de janeiro de 2009 às 10:29:04»
Cassio é mentira também que a galera lá do Norte de Israel, lá na Síria (Hezbolah ou Frente Nacional para a Liberdade da Palestina?) não fez lançamente de foguetes ontem e matou vários israelences inocentes.
O Hezbolah e a Jihad Islâmica estão muito calados.
É mentira que o Hamas desestabilizou o Governo do Fatah na Faixa de Gaza ( Sul vizinho do Egito) e derrubou seu Governo completamente e não estavam lançando foguetes noite e dia ao Sul de Israel.
Como adoro a Justiça que é cega e sem emoções ( aonde?) torço pelos Israelences.
Perigo é o Irã e a Síria se meter na parada pois o Mahmoud Ahmadinejad que ama o TIO SAM tá doido prá entrar também e olhe lá se não apoiado pela Russia.
Putin é foda, cara!
Cobra cascavel morre com o veneno dele! fool